Facebook Youtube Twitter
PCdoB

Vanessa Grazziotin critica exigência do TCU contra direitos de trabalhadores terceirizados

Da Redação e Da Rádio Senado | 10/04/2018, 15h55 – ATUALIZADO EM 10/04/2018, 16h04

 

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) criticou um despacho do ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União, do dia 27 de março, que exigiu do poder público a adaptação, em 15 dias, à nova lei trabalhista.

Com isso, disse a senadora, os órgãos públicos terão de deixar de pagar os valores em dobro para o pessoal que trabalha em feriados e o valor adicional em prorrogações de trabalho noturno.

— Pegam o trabalhador que menos ganha, aquele que trabalha para o serviço público através de uma empresa terceirizada, aquele que faz o serviço de limpeza, que faz os serviços gerais. Pois bem, o TCU se preocupa em dar 15 dias para que esses contratos sejam adaptados à nova regra trabalhista. E essa nova regra trabalhista nada mais faz do que tirar os direitos dos trabalhadores. Olha o tempo em que nós estamos vivendo!

Lula

Vanessa Grazziotin também voltou a cobrar do Supremo Tribunal Federal o julgamento de ação que questiona a legalidade da prisão antes do trânsito em julgado de decisão penal condenatória.

Ela afirmou ainda que a prisão de Lula é um esforço para tirar o ex-presidente da disputa eleitoral e, com isso, dar continuidade à pauta que coloca em xeque direitos conquistados ao longo dos anos.

Agência Senado

Capturar